Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Diretor Fundador: João Ruivo Diretor: João Carrega Ano: XXIII

Universidade Universidade de Évora e GNR juntos no projeto GUARD & GUIDE 06-05-2021

A Universidade de Évora (UÉ) e a Guarda Nacional Republicana (GNR) assinaram no dia 4 de maio, um protocolo que visa a associação da academia eborense ao projeto GUARD & GUIDE.O anúncio foi feito ao Ensino Magazine pela instituição universitária.

A assinatura do acordo decorreu no Salão Nobre do Comando Territorial de Évora, com a presença da Reitora da Universidade de Évora, Ana Costa Freitas, do Comandante do Comando Territorial de Évora, coronel Joaquim Vivas, e da Diretora da Direção Regional de Cultura do Alentejo, Ana Paula Amendoeira. 

De acordo com a UÉ, o projeto GUARD & GUIDE é desenvolvido no âmbito de uma parceria estabelecida entre o Comando Territorial de Évora e a Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central (CIMAC).

Os objetivos do projeto passam por:

- garantir a articulação direta com todas as autarquias do distrito, tendo em vista a concretização de três ações, nomeadamente a criação de uma imagem de marca associando a Guarda Nacional Republicana à valorização do património e dos recursos endógenos do Distrito de Évora;

- a edição de 14 publicações bilíngue, servindo de suporte aos militares no terreno na sua relação com os cidadãos em geral e com os turistas em particular;

- a criação e implementação de um programa formativo, protocolado entre a GNR e a Universidade de Évora, prevendo o envolvimento de Professores da Instituição nas áreas da História, Património, Arqueologia e Ambiente, e abrangendo um grupo de militares da GNR que possam, desta forma, familiarizar-se de modo mais próximo com os pontos mais emblemáticos dos concelhos do distrito.

Citada na nota enviada à nossa redação, Ana Costa Freitas sublinhou a importância da formação na área da arqueologia bem como a aposta na consciência cívica em relação à proteção deste património na região.

 
Voltar