Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Diretor Fundador: João Ruivo Diretor: João Carrega Ano: XXVI

Livros & Leituras

Alguém Falou Sobre Nós (Bertrand), de Irene Vallejo, filóloga e autora do imprescindível “ O infinito num junco” (na mesma editora), em crónicas publicadas em jornal, reúne um breviário de pensamentos colhidos da sabedoria da Antiguidade Clássica, que muito ajudam a compreender as perplexidades humanas que ainda afligem o mundo de hoje.

"Receitas do Avôs e daqueles que não o são" em livro de saberes e sabores

Castelo Branco poderá vir a acolher a “Confraria da Gastronomia, das Artes e do Pensamento”. O desafio foi lançado durante a apresentação do livro “Receitas dos Avôs e Daqueles que não o são”.

Adelaide Fontaínhas lança livro aos 93 anos

Maria Adelaide Fontainhas apresenta, no próximo dia 16 de dezembro, na Biblioteca Municipal António Salvado, em Castelo Branco, o seu quarto livro, pelas 15h00. “Miscelâneas da Vida” é mais uma obra onde a autora aborda diversos assuntos e temas que “nascem do quotidiano em Castelo Branco”.

‘Receitas dos Avôs e daqueles que não o são’ para este Natal

O livro “Receitas dos Avôs e Daqueles que não o são - 2.º Volume” é apresentado dia 22 de dezembro na Biblioteca Municipal António Salvado, em Castelo Branco, pelas 18h00.

Livros & Leituras

Os Sonetos a Orfeu (Assírio & Alvim), de Rainer Maria Rilke (1875 – 1926), seguidos de “Poemas à Noite”, com tradução e prefácios de Maria Teresa Dias Furtado, publicado há um século, são o culminar de uma obra ímpar da poética alemã do século XX, juntamente com “As Elegias de Duíno”, fruto de um labor e um espanto, com ecos de Holderlin e Novalis: “Tudo o que visível descansa sobre um fundo invisível”.

Movimento associativo na Covilhã

O livro “História do Movimento Associativo Empresarial da Covilhã (1840-2020)”, da autoria do docente e investigador António Rodrigues de Assunção, editado pela RVJ Editores, acaba de ser apresentado no salão nobre da Câmara da Covilhã. A sessão foi presidida pelo autarca Vitor Pereira, que destacou a importância do trabalho para o concelho.

Livros & Leituras

Cartas da Terra (Penguin Clássicos), de Mark Twain, com introdução de António Araújo e tradução e posfácio de Madalena Caramona, póstuma obra de Twain, apenas publicada em 1962, é um virulento e cáustico libelo, ao jeito de Voltaire, contra as ideias feitas da religião do seu tempo, sob o pretexto de umas missivas enviadas por Satanás aos arcanjos Miguel e Gabriel, no seu périplo pela Terra, onde “todas as pessoas são insanas”, tal é incredulidade com que se depara. “O Homem reza ao criador, pensa que Ele o ouve. Não é uma ideia bizarra?”.

Toni Morrison

A norte-americana Toni Morrison (1931-2019), nascida Chloe Ardelia Wofford, foi a primeira escritora negra a receber o Nobel da Literatura, em 1993.

José Jorge Letria: um heterónimo chamado Liberdade

José Jorge Letria considera que se tivesse um heterónimo seria a palavra Liberdade. O autor recebeu o Prémio Internacional de Poesia António Salvado.

Livros & Leituras

A Cidade da Vitória (D. Quixote), de Salman Rushdie, vai buscar ao registo das antigas epopeias da Índia uma história fabulosa que tem como narradora Pampa Kampana, bafejada pelo poder demiúrgico da Deusa, que com o seu verbo encantado cria a partir de um saco de sementes um reino que durou uns duzentos e cinquenta anos, do século XIV em diante, com uma presença lusitana, compondo um longo poema, descrevendo o modo como criou e manteve a cidade de Bisnaga, através da palavra sussurrada, e tudo o que lhe sucedeu enquanto viveu, da ascensão à dissolução, com digressões míticas. Um livro que é uma maravilhosa efabulação.

Lucia Berlin

Quando Lucia Berlin faleceu aos 68 anos, em 2004, era uma quase desconhecida nas letras americanas. O reconhecimento universal chegaria anos depois da sua morte, em 2015, com a edição da coleção de contos “Manual Para Mulheres de Limpeza”, que reúne o melhor da sua obra.

Natália Correia

A genialidade de Natália Correia foi muito para além daquele poema dedicado a um deputado do CDS, quando em 1982 teve lugar o primeiro debate sobre a questão do aborto. Dotada de um sentido de humor assinalável, Natália Correia foi uma oradora nata e deu provas disso na Assembleia da República, enquanto deputada do PS. Foi também uma mulher que lutou contra o antigo regime.

Livros & Leituras

Contos Hieroglíficos (Antígona), de Horace Walpole (1717 – 1797), inventor do género gótico, reúne nesta pequena pérola, contos de imaginação, “escritos um pouco antes da criação do mundo”, com personagens e situações rocambolescas, mais do domínio do sonho e das fábulas antigas, com um toque de supremo gozo delirante, capazes de suscitar o bom humor e disposição, e que muito influenciaram, entre outros, Edward Lear e Lewis Carroll.

José Jorge Letria vence Prémio António Salvado

José Jorge Letria foi o vencedor português, com o livro “Aviões com Nomes de Poetas”, do Prémio Internacional de Poesia António Salvado – Cidade de Castelo Branco. A obra da responsabilidade da Freguesia de Castelo Branco foi editada pela editora RVJ Editores e surge numa edição bilingue, com a tradução do professor da Universidade de Salamanca, Alfredo Pérez de Alencart.

LIVROS & LEITURAS

A Vida Errante (Tinta-da-china), de Guy de Maupassant (1850 – 1893) é um caderno de viagem que o escritor francês, discípulo de Flaubert, e um dos mais extraordinários contistas do século XIX, escreveu na sequência da última viagem que empreendeu, começando por terras italianas, Sicília e depois Argélia e Tunísia, escapando ao desconforto de Paris, ao tempo de Exposição Universal de 1899, que abomina como uma quermesse decorada pela Torre Eiffel. “A viagem é uma espécie de porta por onde se sai da realidade conhecida para penetrar numa realidade inexplorada parecida com um sonho”.

Livro e vinhos apresentados dia 5

O livro Receitas das Avós, da autoria do jornalista João Carrega e da professora Florinda Baptista, e os vinhos da Quinta do Vale da Carvalhinha, do Orvalho, que tem como impulsionador o médico cirurgião cardíaco, André de Lima Antunes, vão ser apresentados no dia 5 de agosto, em Oleiros, numa cerimónia conjunta.

Jornalismo de cinema apresentado em Lisboa

O livro “Jornalismo de Cinema em Portugal – uma análise à imprensa, rádio, televisão e meios online em 2019”, do albicastrense Jaime Lourenço, foi apresentado na passada sexta-feira, no Cinema São Jorge, em Lisboa.

Jaime Lourenço lança livro sobre jornalismo de cinema

O professor universitário Jaime Lourenço, colaborador do Ensino Magazine, apresenta, na próxima sexta-feira, no Teatro São Jorge, pelas 16H30, em Lisboa, o seu livro “Jornalismo de Cinema em Portugal – uma análise à imprensa, rádio, televisão e meios online em 2019” (edição RVJ Editores).