Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Diretor Fundador: João Ruivo Diretor: João Carrega Ano: XXVII

‘A corrupção é uma indústria de negócio’

A corrupção é um crime difícil de investigar e de provar, «com custos económicos, sociais e políticos avassaladores.» Para João Paulo Batalha, a dissuasão deste fenómeno não se consegue agravando penas, mas antes melhorando a eficácia do sistema penal. O vice-presidente da Frente Cívica defende ainda que os populismos e os extremismos emergiram no nosso país porque não se alterou “a estrutura de economia corruptiva”.

'O sistema fiscal penaliza quem investe, quem produz, quem trabalha e até quem poupa'

Para crescer e desenvolver-se Portugal precisa de reformas urgentes, no âmbito fiscal, na Administração Pública e na Segurança Social. A ideia é defendida pelo ex-ministro da Economia, Carlos Tavares, que considera ainda que «o investimento em Educação tem sido muito grande», mas os resultados exigem «que se gaste melhor neste setor.» Sobre a temática da oferta e procura de qualificações, admite que existe «um ajustamento deficiente» que urge corrigir.

Arte rupestre do Tejo é a mais rica do país

As pinturas rupestres do Vale do Tejo constituem um mundo novo, não só pela quantidade das gravuras, mas pela qualidade de algumas delas e pela sua extensão. Na sua maioria submersas pelas águas do Tejo, fruto da construção da Barragem do Fratel, são no entender de Martinho Batista, antigo diretor do Centro Nacional de Arte Rupestre e pioneiro no estudo daquelas gravuras, em 1971, o “complexo mais rico de arte rupestre que existe no território português”.

'Os políticos têm de ser muito mais bem pagos'

O sistema político e os partidos precisam de melhorar, mas as condições de atratividade também. Só deste modo será possível atrair os mais capazes que são formados nas universidades e levá-los a sentir o gosto de servir o país. Nos inúmeros conselhos que partilha, Rui Calafate defende que «transparência» deve ser a palavra-chave na relação entre eleitos e eleitores.

‘Se os cuidados primários não derem resposta, o resto do SNS ficará em sérias dificuldades’

É possível ter um médico de família para cada português, mas esse objetivo só é alcançável com medidas para atrair e reter talento, estancando as saídas de profissionais do SNS para o setor privado. Nuno Jacinto, presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar, defende que os cuidados primários de saúde têm de ser a porta de entrada e a base do sistema de saúde e adverte que só com investimento nesta área será possível poupar recursos em toda a cadeia.

IPV abre-se à cidade

O Politécnico de Viseu (IPV) quer aumentar o número de alunos e pretende abrir o seu campus académico à cidade. José dos Santos Costa, presidente da instituição, apresenta as linhas estratégicas para o futuro. Sublinha a importância das parcerias e defende uma forte ligação às empresas e autarquias do distrito.

IPCoimbra é da região

O Politécnico de Coimbra assume-se, cada vez mais, como uma instituição da região e não apenas de Coimbra. Jorge Conde, o seu presidente, explica o caminho percorrido que tem permitido abrir polos noutras localidades, levando o ensino superior a outros territórios vizinhos. Em entrevista, aborda também os investimentos superiores a 50 milhões de euros que estão a ser feitos no Politécnico, no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência.

'Os alunos não estão a aprender com a qualidade desejada'

Presidente do CNE desde 2022, Domingos Fernandes passa em revista alguns dos principais desafios que se colocam ao sistema educativo português, defendendo que este se debate com um problema de qualidade. O antigo secretário de Estado tem dúvidas que, de uma forma geral, os alunos estejam capacitados para resolver problemas, de forma autónoma e usar o pensamento crítico. A melhoria só se alcançará com inovação pedagógica nas escolas.

'É preciso reconstruir o edifício do jornalismo'

O jornalismo «bateu no fundo» e o Congresso de Lisboa foi um «toque a reunir». O presidente da comissão organizadora do evento, Pedro Coelho defende o financiamento público do setor e alerta que valores como a credibilidade e a confiança dos profissionais estão a ser colocados em causa «em nome da loucura das audiências»

'O património das Misericórdias pode ajudar a minorar o problema da Habitação'

Manuel Lemos anuncia que alguns imóveis património das Misericórdias já estão em fase de reabilitação para que, no futuro, possam ser ocupados «por quem mais precisa de um teto». O histórico líder das Misericórdias acusa ainda o Estado de afastar as instituições do setor social da educação, nomeadamente no pré-escolar, por mero «preconceito ideológico». «O Estado acha que deve ser ele a cuidar das crianças. Mas o que acontece é que não cuida», acrescenta.

'A liberdade é um valor tangível que tem de se proteger'

A historiadora considera muito importante que não se dê a liberdade por adquirida e realça que pelo facto de a maioria da população portuguesa já ter nascido após a revolução de abril «muitas vezes não tem consciência do que significa viver sem ela.»

‘Os professores são uns heróis nacionais’

É uma das mais conhecidas escritoras junto do público infanto-juvenil e lança agora em Portugal uma nova história da série mais famosa de Enid Blyton, «Os Cinco». Maria João Lopo de Carvalho recorda os seus tempos de docência e confessa ter uma «admiração transbordante» pelos professores.

‘As guerras do futuro serão cada vez mais tecnológicas’

Com a crescente sofisticação tecnológica as guerras serão mais cirúrgicas, farão menos vítimas e serão necessárias menos tropas no terreno. A opinião é defendida pela professora do ISCSP, Teresa de Almeida e Silva que, sobre o conflito no Médio Oriente, admite que prolongará no tempo, de geração em geração, o ódio e o desejo de vingança que tem sido alimentado por israelitas e palestinianos.

‘A violência sexual é um problema de saúde pública’

Para prevenir abusos sexuais é preciso trabalhar com as crianças, e no contexto social e familiar onde se inserem, como também intervir junto dos abusadores. A tese é defendida pela psicóloga Rute Agulhas que no próximo mês apresentará o primeiro relatório do Grupo VITA, criado por iniciativa da Conferência Episcopal Portuguesa, divulgando, ao mesmo tempo, o manual de prevenção da violência sexual no contexto da Igreja Católica. Em entrevista, refere que a violência sexual é um problema de saúde pública.

Forças Armadas vão colapsar se não houver medidas para atrair efetivos

O Major-general Isidro Morais Pereira defende que «é preciso pagar convenientemente a quem quer servir a pátria» e alerta que estamos a chegar a um ponto em que «há mais chefes do que índios.» Sobre a guerra na Ucrânia, o comentador televisivo admite que «uma vitória russa seria uma catástrofe para o mundo ocidental» e argumenta ainda que o reacender do conflito no Médio Oriente «serve os interesses» do país presidido por Putin.

Eduardo Lourenço: "É prioritário obter resultados nas ciências exactas"

No ano do centenário do nascimento de Eduardo Lourenço, recuperamos a entrevista que o pensador e filósofo português nos concedeu em julho de 2007. O autor do “Labirinto da Saudade”, que faleceu no final de 2020, com 97 anos, defendia que o Estado deve incentivar e privilegiar os candidatos aos cursos de ciências exactas, como forma de criar elites em domínios onde existem lacunas.

Manuel Cargaleiro: "É difícil um artista encontrar a sua verdade"

O pintor e ceramista Manuel Cargaleiro continua a querer “transmitir algo de belo e de bom” na sua obra, que despontou há mais de oito décadas, quando tinha apenas oito anos e começou a fazer bonecos de argila.

A repórter que recebeu os parabéns do Papa

Desde muito nova apaixonada pelo jornalismo, Rita Rodrigues teve na exaustiva cobertura que fez da Jornada Mundial da Juventude o ponto alto da sua carreira profissional e que recordará para sempre, também do ponto de vista pessoal, pelas felicitações que o Papa Francisco lhe dirigiu no dia do seu aniversário, no voo de regresso a Roma.