Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Diretor Fundador: João Ruivo Diretor: João Carrega Ano: XXV

«Só se derrota o populismo respondendo às preocupações das pessoas»

Antecipou a crise política que provocou as eleições que deram a maioria absoluta ao executivo de António Costa e agora defende que o primeiro-ministro manifesta «desinteresse e cansaço» pela governação. O politólogo e professor universitário João Pereira Coutinho afirma ainda que o combate ao populismo «não passa por ilegalizar partidos, insultá-los ou achar que eles são a raiz de todos os males.»

Hugo Van Der Ding, o criador que poderia ser advogado

Primeiro estranha-se e depois entranha-se. Hugo van der Ding, na primeira pessoa, e num registo desconcertante e ao mesmo tempo sério, com reflexões ponderadas e pertinentes sobre a sociedade e a educação.

A Europa deve ganhar o máximo de autonomia face aos Estados Unidos

Conselheiro de estratégia internacional e antigo secretário-geral adjunto das Nações Unidas, Victor Ângelo defende que a União Europeia deve distanciar-se dos EUA em matéria política, económica e de defesa. «A atual dependência não é saudável e constitui um risco para a estabilidade europeia», acrescenta. Sobre o conflito na Ucrânia, afirma que deve ser resolvido «o mais depressa possível.»

Ondas de calor vão ter nome como acontece com os furacões

Juntar uma seca sem precedentes a uma onda de calor é o cenário «muito duro» com que o país se confronta nas próximas semanas. Jorge Miguel Miranda, presidente do IPMA, afirma que as maiores preocupações residem no “stress” climático e defende que as autoridades e as populações devem preparar-se para cenários climáticos cada vez mais adversos.

‘Saúde em Portugal está muito contaminada pela ideologia’

João Taborda da Gama afirma que a discussão sobre a Saúde em Portugal está «muito contaminada» por argumentos de caráter ideológico, ao mesmo tempo que acredita que a capacidade de resposta do sistema depende da «conjugação dos serviços em rede». O professor da Universidade Católica Portuguesa defende ainda uma nova política de drogas, em que o proibicionismo dê lugar à regulação, entregue ao Estado.

‘A educação é transformacional para o país’

A Fundação José Neves tirou a radiografia ao Estado da Nação no que à educação, emprego, competências e desenvolvimento pessoal diz respeito. Criar uma sociedade do conhecimento em 2040 é a meta traçada. Contudo, Carlos Oliveira defende que o sistema de ensino tem de perceber, rapidamente, que o mundo está a mudar a grande velocidade.

O traço inconfundível de António

O seu olhar artístico é, há quase meio século, parte indissociável das páginas do mais importante semanário nacional, o “Expresso”. António Antunes ou, simplesmente António, passa em revista a sua longa carreira e afirma não vislumbrar condições para que exista uma renovação geracional nos cartoonistas portugueses.

Todas as doenças começam no intestino

Especialista em antienvelhecimento, Manuel Pinto Coelho partilha dicas e conselhos para que se chegue novo a velho. O médico afirma que a Medicina atual tem o foco único na doença e não em como evitá-la e lamenta que a formação académica dos profissionais continue a desvalorizar o impacto das questões nutricionais na saúde.

‘A inflação não será temporária, mas permanente’

Nogueira Leite acredita que a inflação é um fenómeno duradouro e defende que o país precisa de «verdadeiras mudanças», a começar por uma reforma da administração pública e a aposta, em todos os níveis de ensino, por uma «educação de qualidade». O antigo secretário de Estado do Tesouro e Finanças, que leciona há mais de 30 anos na Nova SBE, revela ainda o segredo do sucesso da escola portuguesa melhor posicionada nos rankings da especialidade.

Serviço militar obrigatório não faz sentido nos tempos atuais

Quanto mais o conflito na Ucrânia se prolongar no tempo, mais desgastadas ficarão as cúpulas políticas e militares russas, abrindo caminho a uma eventual mudança de regime em Moscovo. A opinião é de Agostinho Costa, especialista em operações militares, que defende ainda que “se os russos perderem a Crimeia” os dias de Putin no Kremlin estarão contados. O vice-presidente da EuroDefense-Portugal recusa ainda o regresso do Serviço Militar Obrigatório, mas mostra-se partidário de um exército comum europeu.

O português que trabalhou com os presidentes da UEFA

Pedro Mendonça Pinto passa em revista uma carreira de sucesso e reconhecimento internacional, primeiro na CNN e depois na UEFA. Atualmente a colaborar com a Eleven Sports, antecipa o duelo entre Liverpool e Real Madrid, a 28 de maio, em Paris.

‘A liberdade é um valor que jamais se pode perder’

A poucos dias de mais um aniversário do 25 de abril, Fernando Tordo afirma que «se a liberdade for o alicerce, a democracia não treme.» Sem papas na língua, como é seu timbre, o cantor e compositor lamenta o desprezo a que são votados os mais velhos em Portugal e defende a criação de um organismo ou ministério exclusivamente dedicado para a resolução dos problemas dos idosos.

No bloco o cirurgião é o capitão do navio

A aprendizagem e o crescimento dos médicos mais jovens depende, em grande medida, do impulso que as unidades hospitalares dão à formação. José Roquette, diretor clínico do Hospital da Luz durante 13 anos, defende que o toque humano do médico deve prevalecer sobre a máquina, justificando que esta “ajuda, mas não fornece diagnósticos”.

«É preciso um programa de emergência de literacia para a cibersegurança»

Só uma «cultura de autoproteção no ciberespaço», promovida pelo Estado, as empresas e as universidades, pode combater a crescente «ameaça invisível» da nova geração de crimes informáticos. Para Jorge Bacelar Gouveia, as penas previstas deviam ser aumentadas como forma de dissuadir estas práticas criminosas. Sobre o conflito na Ucrânia, o constitucionalista admite que Vladimir Putin pode vir a ser julgado à revelia pelo Tribunal Penal Internacional.

«Portugal precisa de lideranças e de pessoas com visão estratégica»

Mais qualificação, inovação e progresso tecnológico. Estas são, para Teixeira dos Santos, as bases das reformas que o governo eleito deve levar a cabo na próxima legislatura. O ex-ministro das Finanças identifica o medíocre desempenho na produtividade, no equilíbrio externo e nas finanças públicas como obstáculos ao progresso do país nas últimas décadas.

‘O abuso sexual de menores é uma tragédia’

«O abuso sexual de menores é uma tragédia», defende Anselmo Borges, que considera a criação da comissão independente para a investigação destes casos «um ato corajoso e que se impunha.» No domínio da educação, o padre da Sociedade Missionária Portuguesa acredita que o poder político tem de colocar a profissão de professor num «lugar cimeiro.» Uma entrevista com reflexões oportunas e filosóficas sobre a Igreja e o mundo.

‘Como não tinha professores, aprendi a ouvir os outros’

Camané é um nome maior da chamada «canção nacional». O fadista defende que, em nome da sua «forma de estar e da sua verdade», o «fado não pode perder a essência» e garante ainda fazer «eternamente sentido» dizer-se «silêncio, que se vai cantar o fado!». O lançamento do seu disco “Horas Vazias” foi a oportunidade para conversar sobre mais de 25 anos de carreira.

«Portugal é um país que dá pouca importância à escola»

Falta consciência social para os problemas que afetam o sistema de ensino. Segundo Susana Peralta, a pandemia vai deixar «cicatrizes» nos alunos, nomeadamente ao nível de competências irremediavelmente perdidas. A economista defende ainda ser urgente atrair e reter professores, por esta ser «a mais importante profissão para o futuro do país.»