Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Diretor Fundador: João Ruivo Diretor: João Carrega Ano: XXV

Conselho Geral da Universidade de Coimbra Gabriela Dias preside

15-02-2021

Gabriela Figueiredo Dias é a nova presidente do Conselho Geral da Universidade de Coimbra, na sequência da eleição realizada 8 de fevereiro. A nova presidente, que dirige a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), é licenciada e mestre em Direito, pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, onde foi assistente e à qual mantém ligações como docente.
“É uma honra, mas também um grande desafio, presidir a um órgão tão relevante de uma Universidade tão prestigiada como a Universidade de Coimbra, sobretudo num momento que é, inevitavelmente, de transformação consequente. Assumo, pois, um compromisso para com a evolução na continuidade, procurando oferecer resultados em benefício da inovação, da sustentabilidade e da relação da Universidade com a comunidade”, afirma Gabriela Figueiredo Dias.
Com um vasto currículo na área da regulação das bolsas e mercados de valores mobiliários, representa também a CMVM em diversos organismos internacionais, como a Autoridade Europeia dos Valores Mobiliários e dos Mercados (ESMA), onde preside ao Comité de Gestão de Investimento, a Organização Internacional de Comissões de Valores (IOSCO) e a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico (OCDE), onde é Vice-Presidente do Corporate Governance Committee.
Gabriela Dias foi escolhida entre a lista de dez personalidades externas cooptadas, a 29 de janeiro, para o Conselho Geral da Universidade de Coimbra. As restantes nove são Alberto Órfão, Alcino Lavrador, Irene Fonseca, Joaquim Menezes, Maria Antónia Athayde Amaral, Maria Vlachou, Nuno Moita, Pedro Couceiro e Rui Ivo. Aquele órgão é composto por dezoito representantes dos professores e investigadores, cinco representantes dos estudantes, dois representantes dos trabalhadores não docentes e não investigadores e dez personalidades de reconhecido mérito externas.

 
Voltar