Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Diretor Fundador: João Ruivo Diretor: João Carrega Ano: XXIII

Disco sobre Óscar da Silva Professor da UMinho lança

26-11-2020

Luís Pipa, pianista e professor da Universidade do Minho, acaba de lançar um disco dedicado a obras de Óscar da Silva, considerado o iniciador da música moderna em Portugal e o último grande romântico do país. A edição da inglesa Toccata Classics inclui vinte faixas, sendo ‘Tempo di ‘Berceuse’’ I e II, e as três peças do ciclo ‘Românticas’ gravadas pela primeira vez.
O álbum foi gravado nos estúdios da Casa da Arquitetura, em Matosinhos. A sua apresentação ao vivo naquela cidade, assinalando os 150 anos do nascimento do compositor, foi adiada para 2021 devido à pandemia.
Óscar da Silva (1870-1958) foi um reconhecido compositor, com concertos desde a Europa à América e com interpretações geniais de Chopin e Schumann, de cuja viúva foi aluno. “A delicadeza da tonalidade e cor da sua música têm um sentido particularmente português da emoção humana; há um romantismo suave e sensual algures entre Chopin e Rachmaninov”, descreve Luís Pipa.
O professor da UMinho está já a preparar um novo CD com obras de Óscar da Silva, que deixou um amplo legado para piano. Luís Pipa lançou recentemente pela conceituada Toccata Classics um disco com obras do português José Vianna da Motta e outro com obras do polaco Philipp Scharwenka, prevendo-se para 2021-22 um segundo volume de Scharwenka e de Óscar da Silva.

 
Voltar