Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Diretor Fundador: João Ruivo Diretor: João Carrega Ano: XXIII

Academia Universidade de Évora: Cátedra de energias renováveis faz 10 anos

07-12-2020

A Cátedra Energias Renováveis da Universidade de Évora (CER-UÉ) comemorou, no mês de novembro, dez anos de existência.

Em nota enviada ao Ensino Magazine, a Universidade de Évora explica que a Cátedra "tem por missão o desenvolvimento de soluções tecnológicas e aplicações de energia solar para a descarbonização de diversos setores da economia".

De acordo com a UÉ, "a atividade de investigação encontra-se focada na energia solar fotovoltaica e energia solar térmica, armazenamento de energia térmica ou elétrica, fornecimento de energia solar para a indústria e agricultura, e estratégias de integração de recursos solares e sistemas de energia, para além da geração de eletricidade termossolar".

Neste momento, a CER-UÉ participa em 13 projetos de investigação, como instituição de investigação única ou como membro de consórcios transnacionais, em aplicação no território nacional, sobretudo no Alentejo, mas também na Europa e Norte de África.

A CER-UÉ tem também em curso o desenvolvimento de diferentes concentradores solares, com utilização de conceitos de ótica não formadora de imagem, área em que detém competências específicas e experiência, aplicados a concentradores lineares do tipo Fresnel, a concentradores pontuais que exploram conceitos como beam down e a concentradores parabólicos compostos de tipo estacionário ou quase-estacionário para aplicações de temperatura média.

Segundo explica a mesma nota, "estas atividades de investigação em energia solar de concentração inserem-se no âmbito de atuação da Infraestrutura Nacional de Investigação em Energia Solar de Concentração (INIESC), que é coordenada pela CER-UÉ, em parceria com o Laboratório Nacional de Energia e Geologia, IP (LNEG), e que integra o Roteiro Nacional de Infraestruturas de Investigação (RNIE)".

No domínio laboratorial, a CER-UÉ dispõe de um conjunto de infraestruturas experimentais de investigação no setor da energia solar, como a Évora Molten Salt Platform (EMSP), a Plataforma de Ensaios de Concentradores Solares (PECS), a Microrrede de Ensaio de Sistemas Fotovoltaicos e de Armazenamento de Energia Elétrica (PV*EES), o Laboratório de Desenvolvimento e Prototipagem de Tecnologia Solar e de Armazenamento de Energia (SoLab) ou a Rede de Monitorização DNI.

Uma equipa multidisciplinar, com formação e competências em áreas diversas, permite desenvolver investigação em áreas como o ensaio de coletores solares para a geração de calor de processo industrial, manutenção e otimização de sistemas fotovoltaicos, com aplicação de técnicas de reparação de módulos, sistemas de armazenamento e aplicações diferenciadas, promoção de atividades de tratamento de água, atividades de capacitação e cooperação, e participação em redes de cooperação internacionais entre infraestruturas de investigação.

 
Voltar