Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Diretor Fundador: João Ruivo Diretor: João Carrega Ano: XXVI

Escola Superior de Educação da Lusofonia Formar educadores e professores

20-04-2023

A Escola Superior de Educação da Lusofonia (ESEL) é uma instituição do Instituto Politécnico da Lusofonia (IPLUSO), integrada no Ensino Lusófona, o maior grupo de ensino superior privado em Portugal. A ESEL desenvolve a sua atividade em torno da formação de educadores de infância e professores, nas suas diferentes dimensões - formação inicial, pós-graduada e contínua. O corpo docente, na sua grande maioria doutorado, está fortemente empenhado no ensino, investigação, produção de conhecimento científico e diálogo interdisciplinar dos diversos saberes, através das diferentes redes, protocolos e parcerias da ESEL.
No decurso das suas atividades de investigação e ensino, a ESEL é uma das instituições parceiras do III Congresso Internacional Humanismo, Direitos Humanos e Cidadania, bem como promove e dinamiza diversos Webinars, palestras e seminários em torno das áreas especificas da educação e da formação de professores. Está igualmente envolvida em diferentes projetos de investigação, alguns com Agrupamentos de Escolas e com associações cívicas e comunitárias. Destacamos os seguintes projetos: (i) E depois da pandemia? Recuperação, permanências e mudanças no ensino básico em Portugal (RePeME), coordenado por Teresa Lopo, é um projeto que visa contribuir para a construção de conhecimento sobre as mudanças pós-pandemia introduzidas nas escolas portuguesas do 1.º e 2.º ciclos do ensino básico. Propõe-se fazer a recolha de dimensões e indicadores para construção de um Barómetro RePeMe e a realização de grupos de discussão focalizada, promovendo a relação com públicos académicos e não académicos; (ii) o projeto Ciência cidadã, riverChild: Participação das Crianças na Preservação do Rio: Cidades mais Inclusivas e Resilientes, coordenado por Carlos Smaniotto Costa e Nagayamma Aragão constitui um study case sobre o Rio da Costa (região hidrográfica do Tejo), que visa aproximar crianças (3-12 anos), enquanto “policy actors” dos rios, e envolvê-las na preservação dos ecossistemas e no uso e apropriação do território. Integra um núcleo de investigação inter/transdisciplinar, a Rede Ibero-americana Cyted e World e a Urban Campaign tendo como instituições parceiras a Associação Comunitária Infantil e Juvenil da Ramada e a União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa; (iii) o Projeto Ciência. Viva!, coordenado por Ana Sofia António, resulta duma parceria com a Escola de Santo António, Agrupamento de Escolas de Parede. O projeto visa promover o sucesso escolar de todos os alunos bem como implementar atividades de Ciências Naturais e de Matemática, as duas áreas temáticas deste Clube. Pretende, através do incentivo e uso de ferramentas digitais, contribuir para a Transição Digital; (iv) O projeto Da Pontinha para o Futuro, integrado na iniciativa “Impulso Jovens STEAM | Rede Ciência Viva”, coordenado por Dulce Franco e Maria Neves Gonçalves, é fruto duma parceria com a Escola Básica da Pontinha. Este projeto pretende funcionar como um clube onde se realizam diversas atividades lúdicas, recreativas e formativas em diferentes áreas temáticas: Ambiente, Sustentabilidade, Artes, Música, Informática e Programação; (v) a iniciativa, Mais escola, melhor família: por uma cultura de paz contra a violência escolar, comissariada por Paulo Sargento, sob o alto patrocínio do Sr. Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, visa combater a violência em contexto escolar, promovendo a aceitação do Outro, na sua singularidade e diversidade, e convocando a profícua interação entre família e escola para alicerçar a construção da paz contra a violência escolar. A integração da ESEL, na rede das escolas associadas da UNESCO, oferece-nos uma oportunidade de desenvolver projetos interdisciplinares com mais parceiros nacionais e internacionais.

ESEL / IPLUSO
Voltar