Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Diretor Fundador: João Ruivo Diretor: João Carrega Ano: XXV

PRR junta instituições Nova escola em Portalegre

21-02-2022

O Politécnico de Portalegre viu aprovada a candidatura, no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência, apresentado pelo consórcio que lidera e que integra os Politécnicos de Beja, Santarém e Setúbal e a Universidade de Évora.
No âmbito deste projeto será criada uma nova Escola de Pós-Graduações em Portalegre que se prevê venha a contribuir para a qualificação e requalificação de mais de 600 profissionais nos domínios de intervenção do consórcio ao longo dos próximos 3 anos.
Em nota enviada à nossa redação, o Politécnico refere que o projeto “MERIDIES CONSORTIUM - upskilling and reskilling systemic solutions for accelerating the digital, energetic and circular transitions” será concretizado através de uma estratégia colaborativa, por parte das instituições de ensino superior envolvidas, contando para o efeito com financiamento no montante de 7,46 milhões de euros.
O projeto tem como principal objetivo “oferecer à sociedade as competências de que esta necessita para assumir uma posição de liderança nas transições de produção digital, energética e ao nível da sustentabilidade”. Nesse sentido, “o consórcio MERIDIES (uma expressão que no Latim se refere ao Sul) propõe programas nas áreas da economia circular e sustentabilidade, digitalização e novas tecnologias e energias renováveis”.
As Instituições de Ensino Superior que constituem o Consórcio estão unidas em torno do conceito de “Universidade Cívica”, este conceito abarca: um sentido de missão, o envolvimento ativo com o mundo em geral, a perspetiva holística de envolvimento com o mundo exterior e o sentido de lugar, porque apesar da escala em que opera, reconhece que este local específico ajuda a formar uma identidade única.
A aprovação deste projeto permitirá ainda a criação de infraestruturas capazes de abarcar as áreas de atuação. Podendo trazer benefícios diretos no desenvolvimento da região e consequente melhoria de qualidade de vida de todos quanto fazem parte deste território.

 
Voltar