Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Diretor Fundador: João Ruivo Diretor: João Carrega Ano: XXIII

Ensino Magazine premeia mérito académico Politécnico de Setúbal: José Mourinho distinguido, Costa e Silva faz retrato da nação

10-10-2021

José Mourinho foi distinguido, no passado dia 7 de outubro, com o título de professor Honoris Causa pelo Instituto Politécnico de Setúbal (IPS), numa cerimónia que assinalou mais um aniversário da instituição, onde o Presidente da República destacou a importância do ensino politécnico. A oração de sapiência esteve a cargo de Costa e Silva. O Ensino Magazine também premiou o mérito académico.

Marcelo Rebelo de Sousa, em mensagem transmitida em formato de vídeo, frisou que ao celebrar-se mais um aniversário do IPS, cujo “contributo dado à região é visível em múltiplas manifestações, celebra-se também o ensino superior politécnico, que é um dos pilares mais relevantes do Portugal democrático”.

O Presidente da República agradeceu o contributo do ensino politécnico ao país nestes mais de 40 anos, assumindo o “compromisso” de visitar a instituição “na primeira ocasião”, não sem antes convocar o IPS para o desafio da qualificação, que considera “uma das vias cruciais da reconstrução de Portugal” no período pós-pandémico e “uma pedra de toque essencial para o nosso sucesso”.

Também em vídeo enviado à comunidade académica, a partir de Itália, José Mourinho, treinador da Roma, referiu-se à distinção de que foi alvo como "uma tremenda honra, vinda da minha cidade e de uma instituição que tem feito um trabalho fantástico na formação dos jovens de Setúbal, da sua região e de outras regiões do país na busca de uma formação académica que lhes possa permitir ambições de futuro”.

Os 42 anos do IPS ficaram também marcados pela tomada de posse da nova presidente do Conselho Geral da instituição, Sandra Martinho, diretora para a área de Educação e Filantropia na Microsoft Portugal, que sublinhou o desafio de “humanizar a tecnologia” e de apostar “num saber aliado ao ser”, em relação ao qual as instituições de ensino superior assumem um contributo determinante.

Pedro Dominguinhos, presidente da instituição, prestes a concluir o seu último mandato no cargo, reforçou o papel do IPS num momento de novos desafios: “Se nestes 42 anos o IPS sempre se assumiu como um parceiro essencial na região, este ano devemos questionar-nos: que mais podemos fazer? (...) O período pós-pandémico exige uma atuação mais cívica do IPS de forma a apoiar as comunidades onde nos inserimos”.

O presidente do IPS deu como exemplo a candidatura da instituição ao PPR, juntamente com mais de 150 parceiros, denominada Smart Open Networks for Development Accelaration - SONDA2026.

“Estamos convictos que a sua aceitação constituirá um marco relevante para o IPS e para a região, porquanto permite qualificar mais pessoas, jovens e adultos, promover a inclusão e o desenvolvimento regional e também financiar a construção do edifício da Escola Superior de Saúde”, disse Pedro Dominguinhos, acrescentando que “tem sido um privilégio e uma honra poder servir o Instituto e a região”.

Um dos momentos que marcaram, pelo conteúdo, o aniversário do IPS, foi a oração de sapiência de António Costa e Silva, presidente da Comissão Nacional de Acompanhamento do Plano de Recuperação e Resiliência (PPR).

Na sua perspetiva há urgência numa “mudança de paradigma mental” para Portugal e apontou o IPS como uma “luz da sociedade civil e educativa” capaz de apontar o caminho para um futuro mais colaborativo, como dita a sociedade do conhecimento em que já nos encontramos.

Retratando um pouco o estado da Nação, apresentou as mudanças que considera necessárias. “A situação de Portugal hoje é extremamente difícil – um em cada quatro portugueses vive no limiar da pobreza, são cerca de 2 milhões de pessoas. Estou profundamente convicto de que isto é inaceitável e que nós podemos fazer melhor. E é aí que começa um dos grandes desafios para o futuro – o desafio de mudar o nosso paradigma mental”, disse, citado na nota enviada à nossa redação pelo IPS.

Para o professor jubilado do Instituto Superior Técnico (IST) e responsável pela coordenação de vários projetos internacionais na área da energia, “somos um povo muito individualista, um povo de muitos eus e poucos nós”, sendo que “as comunidades que se constituem desta maneira, como uma coleção de cidadãos desgarrados, falham sempre o futuro”.

Pelo contrário, “as comunidades que têm um desígnio coletivo, um propósito de futuro, transcendem-se e conseguem realizações extraordinárias”, adiantou, sublinhando o papel do IPS como “luz da sociedade civil e educativa, porque mostra a capacidade de criar grandes plataformas colaborativas, entre as instituições de ensino, as empresas e as entidades territoriais, com as quais podemos transformar o futuro”.

O reconhecimento institucional marcou ainda o programa do dia, com a entrega de medalhas de mérito e de valorização do percurso profissional dos trabalhadores docentes, não docentes e aposentados. O Dia do IPS foi também uma oportunidade para premiar o mérito académico dos estudantes e diplomados, de anunciar o vencedor do Prémio Carreira alumniIPS 2021, atribuído a Ana Matos, diplomada de Engenharia Civil da Escola Superior de Tecnologia do Barreiro (ESTBarreiro/IPS), e de reconhecer o envolvimento da comunidade académica na resposta aos desafios da sustentabilidade, com a entrega do 1º Prémio IPS Sustentável ao projeto “Eco-trilhos COOL”, na área da mobilidade sustentável.

A cerimónia comemorativa encerrou com a entrega dos Títulos e Distinções Honoríficas, tendo o Diploma de Instituição de Mérito Científico e Tecnológico sido atribuída à empresa Lauak – Indústria Aeronáutica, na pessoa do seu diretor-geral, Armando Gomes, para quem o crescimento da empresa, desde 2003, “muito se deve ao IPS”, já que “mais de 75 por cento dos dirigentes da Lauak foram ou são ainda estudantes” da instituição. 

O Ensino Magazine atribuiu uma bolsa monetária de mérito académico a um dos melhores alunos da instituição. Foram ainda distinguidos pelo Santander Universidades e pela AICEP Global Parques, alguns dos melhores estudantes do IPS. O Santander premiou ainda os melhores projetos do Poliempreende.

António Costa e Silva, presidente da Comissão Nacional de Acompanhamento do PRR, falou sobre o estado da Nação.

Armando Gomes, em nome da empresa Lauak – Indústria Aeronáutica, recebeu o diploma de Instituição de Mérito Científico e Tecnológico.

João Carrega, diretor do Ensino Magazine, na atribuição de um prémio de mérito académico a um dos melhores alunos do IPS.

 
Voltar