Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Diretor Fundador: João Ruivo Diretor: João Carrega Ano: XXIII

Terapia da Fala Melhor Artigo é de Setúbal

23-04-2021

Ana Paula Mendes, docente da Escola Superior do Saúde do Instituto Politécnico de Setúbal (ESS/IPS), conduziu uma investigação que acaba de ser distinguida com o prémio de Melhor Artigo Científico pela Revista Portuguesa de Terapia da Fala (RPTF) referente a 2020.
Intitulado “Práticas e Competências de Investigação do Terapeuta da Fala em Portugal”, o artigo resultou de um trabalho desenvolvido pela equipa da Comissão de Inovação e Desenvolvimento (CID) da Sociedade Portuguesa de Terapia da Fala (SPTF), presidida pela docente entre 2017 e 2020.
“Sendo a investigação científica o motor do desenvolvimento clínico, tornou-se relevante questionar como se sentiam os terapeutas da fala portugueses relativamente às suas competências de investigação”, contextualiza a investigadora.
O estudo analisou as respostas a um questionário online, no qual participaram 86 terapeutas da fala com prática clínica em Portugal. Os resultados revelaram que a carga horária destes profissionais é maioritariamente clínica (59,6%), sendo a investigação científica uma das práticas com menor carga horária dedicada (9,8%). Contudo, a maioria dos terapeutas da fala inquiridos reportou estar envolvida em projetos de investigação (53,5%).
Sobre este prémio, que partilha com os coautores Miriam Moreira, David Guerreiro, David Nascimento, Inês Tello Rodrigues e Vânia de Aguiar, refere a importância de “sermos reconhecidos pelo que fazemos, com tanto gosto e ao mesmo tempo com sacrifício”. E destaca ainda que a “excelência do resultado final se deve à dinâmica da equipa: respeitando as características individuais e autónomas de cada um, que se transformam num grupo com potencialidades exponenciais”.

 
Voltar