Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Diretor Fundador: João Ruivo Diretor: João Carrega Ano: XXIII

Crescimento de 14% Politécnico de Coimbra recebe 4074 novos estudantes

16-11-2020

O Instituto Politécnico de Coimbra acolheu, este ano letivo 4074 novos estudantes em Licenciatura, Mestrado e Curso Técnico Superior Profissional (CTeSP) nas seis unidades orgânicas de ensino do IPC, mais 500 face ao ano transato.

Os dados foram adiantados ao Ensino Magazine pelo Politécnico de Coimbra.

De acordo com a instituição, "registou-se um aumento de 14% de estudantes matriculados no 1.º ano / 1.ª vez no ano letivo 2020/21. Este ano foram colocados 4.074 estudantes em Licenciatura, Mestrado e Curso Técnico Superior Profissional (CTeSP) nas seis unidades orgânicas de ensino do IPC, mais 500 face ao ano transato. Em particular, verificou-se um aumento de 18% nos estudantes colocados em licenciaturas e de 14% nos colocados em mestrados".

Jorge Conde, presidente do Politécnico de Coimbra, revela satisfação pelos resultados obtidos. “O facto de os jovens escolherem uma das nossas escolas para aqui prepararem o seu futuro é fruto da importância que a marca Politécnico de Coimbra vem a granjear”, afirma, salientando que, se nas escolas maiores esse aumento é consentâneo com os anos anteriores, na Escola Superior Agrária e na Escola Superior de Tecnologia e Gestão “há um reforço significativo da visibilidade que têm vindo a adquirir”.

Citado na mesma nota, o presidente do Politécnico de Coimbra, adianta que "é notória uma dinâmica de crescimento no Politécnico de Coimbra ao longo dos últimos quatro anos, com crescimento do número de alunos inscritos de forma transversal. Desde 2016 até 2020, o número total de alunos que estudam no Politécnico de Coimbra cresceu em 589, ou seja, em 2016 estudavam 10.091 e em 2020 são 10.680. De realçar que atualmente o IPC conta com mais 923 estudantes em licenciatura do que há quatro anos. No global, no que diz respeito às licenciaturas, as seis unidades orgânicas de ensino cresceram em número de alunos: ESAC, ESEC, ESTGOH, ESTeSC, ISCAC e ISEC".

No documento enviado ao Ensino Magazine é referido que "os resultados escola a escola também são, compreensivelmente, muito positivos. A Escola Superior Agrária (ESAC) recebeu 451 estudantes em todos os ciclos de estudo, crescendo 36% nas licenciaturas e 14% nos CTeSP. A Escola Superior de Educação (ESEC) matriculou 799 estudantes, mantendo os bons resultados que tem vindo a atingir, com o crescimento em 7% nas licenciaturas. Na Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra (ESTeSC), matricularam-se 415 novos alunos, realça-se o aumento de 140% na colocação de novos estudantes de mestrado. Na Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital (ESTGOH) entraram 304 novos alunos, registou-se um aumento de 54% nas licenciaturas e de 75% nos mestrados. A Coimbra Business School/Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Coimbra (CBS/ISCAC) recebeu 1201 novos estudantes, registando um aumento de 36% nas licenciaturas e de 22% nos mestrados. Finalmente, no Instituto Superior de Engenharia de Coimbra (ISEC) matricularam-se 904 estudantes, destacando-se um aumento de 5% nas licenciaturas e mestrados".

Também ao nível dos estudantes internacionais o Politécnico de Coimbra cresceu. "Se em 2014 o número de estudantes internacionais na instituição era residual, desde então o IPC recebeu mais de 1600 candidaturas por parte de estudantes de 12 diferentes países (extra União Europeia) e contou com 242 estudantes matriculados, distribuídos pelos vários cursos das suas Unidades Orgânicas".

Diz o IPC que "no Concurso Especial de Acesso e Ingresso para Estudantes Internacionais do ano letivo 2020/21 foram colocadas 420 vagas a concurso e, de entre as 244 candidaturas validadas ao longo das três fases, foram colocados 167 estudantes, dos quais ficaram formalmente admitidos 109. Quanto à nacionalidade dos candidatos, a maioria é, pelo segundo ano consecutivo, oriunda de Cabo Verde (52%), seguida do Brasil, com 27% das candidaturas. Os restantes países lusófonos mantêm representação, ainda que menos expressiva".

O Politécnico adianta que "relativamente ao ano letivo de 2019/20, em que o IPC matriculou 135 estudantes internacionais nas suas várias unidades de ensino, é de salientar que, mesmo sob as condições adversas decorrentes da pandemia de COVID-19 - lembrando que, durante os meses em decorreu o concurso, houve sempre pouca margem de previsibilidade face à mobilidade internacional". No entender de Jorge Conde, "o impacto destas restrições não travou o ciclo de consolidação e crescimento a nível da captação de estudantes estrangeiros que o Politécnico de Coimbra tem vindo a seguir”. 

 
Voltar