Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Diretor Fundador: João Ruivo Diretor: João Carrega Ano: XXIII

Politécnico Politécnico de Setúbal: projeto MyBack com luz verde da FCT

18-11-2020

O projeto MyBack, investigação na área da Saúde candidatada pelo Instituto Politécnico de Setúbal (IPS), acaba de receber luz verde para financiamento pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT). O anúncio foi feito ao Ensino Magazine por aquela instituição de ensino superior, que confirma o financiamento em 250 mil euros.

De acordo com a nota enviada à nossa redação, o projeto foi apresentado no âmbito do Concurso de Projetos de Investigação Científica e Desenvolvimento Tecnológico (IC&DT) em todos os domínios científicos, o mais reputado e participado concurso para financiamento científico a nível nacional, reunindo investigadores da Escola Superior de Saúde (ESS) do IPS e da Universidade Nova de Lisboa (Escola Nacional de Saúde Pública e Nova Medical School).

O MyBack propõe implementar um programa de autogestão personalizado para prevenir recorrências e incapacidade e promover a saúde músculo-esquelética em utentes com lombalgia.

Segundo o IPS, o projeto é coordenado pelo docente Eduardo Cruz, da ESS/IPS, terá a duração de três anos e propõe fomentar sinergias em áreas como a Fisioterapia, a Medicina, a Saúde Pública e a Gestão da Saúde, ao comparar a efetividade do programa de autogestão a implementar face à prática usual isolada dos utentes com lombalgia que recorrem aos cuidados de saúde primários.

De acordo com a nota enviada ao Ensino magazine, "oO programa a ser testado,  que será ajustado às características biopsicossociais e capacidades físicas dos indivíduos, visa promover a autogestão em utentes em risco de recorrência de episódios de lombalgia, e pretende capacitá-los para gerir, a longo prazo, os seus sintomas, prevenindo a incapacidade funcional e ocupacional e reduzindo a necessidade do recurso frequente a serviços de saúde devido a esta condição".

Diz o IPS, que "na senda do projeto SPLIT, também liderado pela ESS/IPS e que testou e validou, em várias unidades de saúde da região de Setúbal, um modelo inovador de referenciação para tratamento de Fisioterapia igualmente destinado a utentes com lombalgia, o projeto MyBack propõe-se complementar e consolidar a implementação daquele sistema em contexto de cuidados de saúde primários".

O Concurso de Projetos de IC&DT em todos os domínios científicos tem uma dotação orçamental de 75 milhões de euros, num investimento suportado por fundos nacionais, através do orçamento da FCT. Este ano foram submetidas 5 847 candidaturas, das quais 3 317 foram consideradas elegíveis. Ao todo, foram selecionados 312 projetos para financiamento.

 
Voltar