Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Diretor Fundador: João Ruivo Diretor: João Carrega Ano: XXV

Associações Presidente da Associação Académica de Coimbra morre em acidente de viação

14-03-2022

O presidente da direção-geral da Associação Académica de Coimbra, Cesário Silva, morreu, no passado dia 13 de março, em consequência de um acidente de viação em Oliveira de Azeméis, revelou à agência Lusa o reitor da Universidade de Coimbra, Amílcar Falcão.

Cesário Silva, 24 anos, estudante de Engenharia Informática, morreu na sequência de um choque frontal entre duas viaturas ligeiras, ocorrido durante a tarde na estrada nacional 224, no concelho de Oliveira de Azeméis.

Fonte dos bombeiros de Oliveira de Azeméis contou à agência Lusa que o acidente causou dois feridos graves, transportados para o Hospital de Gaia, mas um deles, Cesário Silva, acabou por morrer.

Cesário Silva tinha tomado posse em dezembro passado como presidente da direção-geral da Associação Académica de Coimbra.

 

Presidente da República e Ministro lamentam desaparecimento de Cesário Silva

As reações ao desaparecimento de Cesário Silva foram transversais a toda a sociedade. O Presidente da República lamentou a "morte precoce" do presidente da Associação Académica de Coimbra, Cesário Silva, considerando que “a sua partida entristece a comunidade académica e estudantil”.

Numa nota publicada no ‘site’ oficial da Presidência da República, Marcelo Rebelo de Sousa recorda Cesário Silva como um “estudante de Engenharia Informática e com um percurso associativo marcado pela valorização dos estudantes e da Academia e pela sua proximidade, a sua partida entristece a comunidade académica e estudantil”.

Também o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior lamentou "profundamente a morte precoce" do presidente da direção-geral da Associação Académica de Coimbra.

“É com pesar que o ministro Manuel Heitor assiste à perda de um jovem representante do movimento associativo estudantil que pretendia promover a aproximação entre estudantes e entre as estruturas da UC [Universidade de Coimbra], fazendo com que aquela Universidade fosse ‘uma só casa’ como afirmou Cesário Silva", afirmou, citado em comunicado.

“Defensor da união entre os estudantes e das sinergias entre a UC e as organizações representativas da cidade de Coimbra, Cesário Silva deixa um sentimento de profunda consternação na comunidade académica de Coimbra e do país”, pode ler-se na mesma nota.

Por sua vez,  a câmara municipal de Coimbra lamentou "profundamente a morte prematura" de Cesário Silva, sublinhando que é uma "dolorosa perda" para a cidade. Também o Politécnico de Coimbra lamentou o desaparecimento daquele líder associativo.

As associações de estudantes de todo o país também lamentaram o falecimento de Cesário Silva, mostrando solidariedade para com a família e amigos.

Estudante na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, Cesário Silva "esteve desde cedo ligado ao associativismo, tendo sido presidente do Núcleo de Estudantes de Informática e ainda membro do Conselho Geral da Universidade de Coimbra", referiu a câmara municipal.

 

Associação Académica recorda o seu presidente

 

 Associação Académica de Coimbra (AAC) lamentou o falecimento do seu presidente Cesário Silva, salientando a sua dedicação e a luta em defesa dos estudantes.

“O Cesário deu o seu tempo e a sua alma à nossa Casa, vivendo a Académica como poucos a viveram e manifestando-se na defesa dos estudantes como poucos o fizeram”, refere um comunicado, enviado à agência Lusa.

A nota, refere que, “neste momento difícil para todos, em que as palavras faltam e nenhum abraço acalma, a AAC endereça à sua família e amigos as mais sinceras e sentidas condolências, decretando luto académico sem término apontado”.

A Comissão da Queima das Fitas também lamentou, em comunicado, o desaparecimento de Cesário Silva, “pessoa de sorriso fácil e iluminador, pessoa de vontades e lutas, pessoa única e transformadora que marcou cada um de nós de uma forma única e especial”.

“Um momento muito triste para a Academia que não mais voltará a ser a mesma”, sublinha a nota, acrescentando que os estudantes ficam “mais pobres: pobres de ideias, pobres de vida e pobres de espírito”.

Lançando um “F-R-A” fraterno ao presidente Cesário Silva, que “tornou a Académica única”, a comissão apresenta as suas condolências à família e aos estudantes.

O Ensino Magazine endereça sentidas condolências à família, amigos e a todas as academias.

 

LUSA com E.M.
Facebook
 
Voltar