Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Diretor Fundador: João Ruivo Diretor: João Carrega Ano: XXIII

Responsabilidade social Alunas de Portalegre vencem Prémio Ação 12-07-2021

Inês Gomes, Lúcia Félix, Rita Falé e Madalena Semedo, alunas da licenciatura em Gestão, da ESTG do Instituto Politécnico de Portalegre, venceram o Prémio Ação, na na VII Edição da Academia GRACE. O projeto vencedor que teve como orientadora a docente Fernanda Policarpo, teve como tema “Redução do desperdício de plástico através da instalação de estações de abastecimento de água”.
Os resultados do concurso foram anunciados a 23 de junho, numa cerimónia virtual em que os participantes premiados tiveram oportunidade de apresentar o seu trabalho. No total, atribuíram-se quatro prémios. O “Prémio Ação”, que distinguiu o trabalho das alunas do Politécnico de Portalegre, assenta nos critérios de aplicabilidade e replicabilidade. As suas autoras ganharam o prémio que consiste na participação num Bootcamp em Empreendedorismo Social do IES-SBS.
O projeto das três alunas visa responder à problemática do impacto do plástico na vida e no meio ambiente. A solução proposta é a instalação de estações de abastecimento de água em pontos estratégicos, cuja utilização, de acordo com o defendido, representaria uma poupança de aproximadamente 7,28 kg de plástico, por pessoa, no período de um ano.
Ao concurso promovido pela associação GRACE – Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial, no âmbito do projeto Uni.Network, concorreram 88 trabalhos académicos, apresentados por estudantes de oito IES. Nesta edição, os estudantes do Ensino Superior foram desafiados a responder ao tema “A Agenda 2030 – O desafio de Build Back Better”, através de “trabalhos que demonstrem às empresas como podem reconstruir a sua estratégia, para melhor dar resposta aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, tendo em conta o impacto profundo da Covid19”.

 
Voltar