Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Diretor Fundador: João Ruivo Diretor: João Carrega Ano: XXIII

Universidade da Madeira Novo reitor toma posse 23-04-2021

José Sílvio Fernandes acaba de tomar posse como novo reitor da Universidade da Madeira, depois de ter sido eleito pelo Conselho Geral da instituição, no passado dia 12 de março.
Após a sua tomada, José Sílvio Fernandes deu posse aos Vice-Reitores Elsa Fernandes, Ana Catarina Fernando e Custódia Drumond e aos Pró-Reitores João Dionísio Barros, Ana Natividade Carvalho e Susana Teles, que farão parte da sua Equipa Reitoral.
O momento foi também aproveitado para apresentar os eixos que traduzem o conjunto mais vasto do plano de ação que foi delineado para o quadriénio 2021-2025.
No seu discurso, o novo reitor explicou que a UMa regista uma atratividade de 40% relativamente aos estudantes que se candidatam ao ensino superior e disse que é necessário "inverter o sentido e a força dos argumentos tomados como verdades adquiridas", que remetem os jovens para a realização dos estudos fora da ilha.
"A tendência em apelar a uma saída para fora contribui para a concomitante fuga de cérebros da nossa região para o continente português, cavando ainda mais o fosso da assimetria entre esta e as outras regiões, providenciando riqueza e quadros a essas mesmas regiões", alertou.
O reitor considerou que os candidatos ao ensino superior devem escolher a UMa para realizar os seus estudos, pois podem sair diretamente para a Europa, no âmbito de programas como o Eramus +.
Citado pela Agência Lusa, Silvio Fernandes sublinhou que face à ”falta de uma política mais eficaz de mobilidade de estudantes do país que faça diminuir a excessiva concentração nos grandes centros urbanos, preferimos que os nossos estudantes aqui permaneçam, mas com esta ligação ao mundo global".
O subfinanciamento a que a Universidade da Madeira tem estado votado foi também criticado pelo novo reitor, classificando-o como crónico. Sílvio Fernandes criticou também a Assembleia da República por ter reprovado uma proposta de majoração orçamental, na sequência de um estudo elaborado pelos reitores das universidades da Madeira e dos Açores.
Citado pela mesma agência, revela que “a proposta de majoração foi paradoxalmente reprovada, protelando uma situação que, no caso da nossa universidade, coloca a sua gestão em sérias dificuldades”. Sílvio Fernandes apelou à intervenção das autoridades regionais no processo de financiamento.
De referir que a Universidade da Madeira tem atualmente 21 licenciaturas, 20 mestrados e oito doutoramentos, bem como 14 cursos técnicos superiores profissionais.

 
Voltar