Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Diretor Fundador: João Ruivo Diretor: João Carrega Ano: XXIII

Universidade Faleceu Manuel Ferreira Patrício, antigo reitor da Universidade de Évora 11-09-2021

Manuel Ferreira Patrício, reitor da Universidade de Évora entre 2002 e 2006, faleceu dia 11 de setembro, aos 82 anos.

A reitora da Universidade Évora, Ana Costa Freitas, decretou três dias de luto académico.

Ana Costa Freitas, citada em nota enviada pela UÉ, sublinha que Manuel Ferreira Patrício "deixa-nos um considerável e eloquente legado, tendo sido um pioneiro, um homem que dedicou a sua vida, persistente e coerentemente, às suas convicções e a quem a Universidade de Évora e o país muito devem. O seu lugar na História e na memória desta Academia está assegurado, não apenas pela sua erudição, mas também pela sua personalidade cordial, afável e atenta a todos os que o rodeavam”.

O presidente do Conselho Geral da Universidade de Évora, João Carrega, frisa que "o falecimento do professor Manuel Ferreira Patrício, professor e antigo reitor da Universidade de Évora constitui uma grande perda para a instituição e para o país. O antigo reitor deixa-nos um importante legado no que à educação diz respeito".

Professor Catedrático da Universidade de Évora, no departamento de pedagogia e educação, director da comissão de cursos de licenciatura em filosofia, Manuel Ferreira Patrício foi ainda membro do Conselho de Departamento de Pedagogia e Educação, e do Conselho Científico da Área Departamental de Ciências Humanas e Sociais.

Manuel Ferreira Patrício deixa um legado importante na área da educação em Portugal. Entre 1987 e 89 foi presidente do Instituto de Inovação Educacional, do Ministério da Educação, mais tarde, entre 1993 e 96 exerceu o cargo de Director-Geral do Departamento do Ensino Superior, do Ministério da Educação. Do seu vasto currículo, encontram-se ainda as funções exercidas no Conselho Coordenador da Junta Nacional de Investigação Científica e Tecnológica (JNICT) (1993/1996), Conselho Nacional de Educação (1992/1996), Comissão de Reforma do Sistema Educativo (1986/1988) e na Comissão de Planeamento da Região Sul, como presidente (1978/1979).

Entre outras distinções, foi agraciado, em 2012, com a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique.

O Ensino Magazine endereça sentidas condolências à família, amigos e a toda a academia da Universidade de Évora.

 
Voltar