Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Diretor Fundador: João Ruivo Diretor: João Carrega Ano: XXIII

Universidade Universidade de Évora: a última lição de Christopher Consitt Bochmann 13-05-2021

Christopher Consitt Bochmann, professor na Universidade de Évora, proferiu a sua última lição, que assinalou a sua jubilação. A iniciativa foi integrada nas comemorações do 12º aniversário da Escola de Artes.

Com 40 anos de carreira no ensino, o professor catedrático, que teve um papel essencial na construção da Escola de Artes, escolheu como tema da sua última lição “4 Episódios e uma Exposição”.

Em nota de imprensa enviada ao Ensino Magazine, a Universidade de Évora revla que o docente, através de vários episódios, remeteu para valores vitais para o trabalho de um compositor, mas que, inegavelmente, apresentam transversalidade com os próprios valores da vida.

“A composição é uma extensão da vida e sinto essa necessidade” disse o Professor jubilado que, ao longo da apresentação, refletiu acerca de questões como a capacidade aceitar os “elementos inesperados”, de integrar os diversos tons para evitar a repetição, de assumir o ato de compor como uma evolução, “um caminho sem fim”, realçando reiteradamente a importância do fator Equilíbrio, seja na composição ou na própria existência humana.

Após a lição, decorreu, ainda, o descerramento da placa do auditório do Colégio Mateus de Aranda, agora Auditório Christopher Bochmann, que homenageou o percurso académico e profissional do Professor e compositor.

Citada na mesma nota, Ana Telles, atual Diretora da Escola de Artes, refere que a “singela homenagem” é uma forma de garantir que “a sua memória será perpetuada num lugar onde tanto deu à Universidade”.

Doutorado em composição pela Universidade de Oxford, Bochmann, dividiu o seu tempo entre a composição, o ensino e a direção. Radicado em Portugal desde os anos 80, lecionou no Instituto Gregoriano de Lisboa, no Conservatório Nacional, Escola Superior de Música de Lisboa, e na Escola de Artes da Universidade de Évora, da qual foi Director entre 2009 e 2017. Atualmente é diretor da Orquestra da Universidade de Évora.

 
Voltar