Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Diretor Fundador: João Ruivo Diretor: João Carrega Ano: XXIII

Building Tomorrow Together Coimbra garante 20 mil euros

27-10-2020

A equipa ‘ExoTreat’, constituída por Sara Lopes, Luís Pereira de Almeida, Kevin Leandro e David Ramos, do Centro de Neurociências e Biologia Celular da Universidade de Coimbra (CNC-UC), foi a vencedora do concurso ‘Building Tomorrow Together’, com um projeto de investigação que propõe o tratamento da doença de Machado-Joseph, doença neurodegenerativa rara e incurável, através da correção do defeito genético causador da patologia, recorrendo a ferramentas de edição genética.

Ao vencer a competição promovida pela Roche Portugal, a equipa dispõe agora de 20 mil euros para prosseguir com a investigação cujo “potencial da tecnologia prende-se com a entrega de moléculas terapêuticas às regiões afetadas do cérebro de forma segura, eficaz e altamente controlada”, afirma Sara Lopes, acentuando que “o sucesso do projeto poderá contribuir para avanços significativos no tratamento da doença de Machado-Joseph, assim como de outras doenças neurodegenerativas”.

Já Luís Pereira de Almeida, líder do grupo de investigação e coordenador da equipa, refere que “o grupo trabalha há mais de 20 anos no desenvolvimento de terapias génicas com potencial terapêutico para esta doença fatal. Todos os avanços científicos alcançados são no sentido de oferecer uma terapia que possa reverter a doença e melhorar a qualidade de vida dos doentes”.

Além do prémio, a equipa teve acesso a sessões de mentoring por parte da equipa da Roche, num Bootcamp de aceleração de ideias, que decorreu antes da final do concurso. Segundo a Roche, o Building Tomorrow Together é um concurso de aceleração e inovação “destinado a desenvolver ideias que se baseiam na ciência e/ou na tecnologia para resolver desafios na área das neurociências»”

 
Voltar