Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Diretor Fundador: João Ruivo Diretor: João Carrega Ano: XXV

Gente & livros Gonçalo M. Tavares

22-11-2021

«O senhor Henri disse:... é verdade que se um homem misturar absinto com a realidade fica com uma realidade melhor.... mas também é certo que se um homem misturar absinto com a realidade fica com um absinto pior.... muito cedo tomei as opções essenciais que há a tomar na vida - disse o senhor Henri.... nunca misturei o absinto com a realidade para não piorar a qualidade do absinto.... mais um copo, caro comendador. E sem um único pingo de realidade, por favor.»

In Senhor Henri

Natural de Luanda, onde nasceu em 1970, Gonçalo M. Tavares é um dos escritores portugueses de uma nova geração, cuja sua primeira obra foi publicada em dezembro de 2001.
Editou romances, contos, ensaio, poesia e teatro.
A sua carreira, ainda que curta, está já recheada de vários prémios, entre os quais: o Prémio José Saramago 2005 e o Prémio LER/Millennium BCP 2004, com o romance Jerusalém; o Grande Prémio de Conto da Associação Portuguesa de Escritores “Camilo Castelo Branco” com Água, Cão, Cavalo, Cabeça.
A nível internacional, e segundo o site da Wook, também se destacou com ao obter os Prémio Portugal Telecom 2007 (Brasil); Prémio Internazionale Trieste 2008 (Itália); Prémio Belgrado Poesia 2009 (Sérvia); Nomeado para o Prix Cévennes 2009 - Prémio para o melhor romance europeu (França).
O sucesso da sua escrita fica também eviudenciado, com o facto dos seus livros estarem a ser editados em trinta e cinco países, e de terem dado origem a peças de teatro e radiofónicas, curtas-metragens e objectos de artes plásticas, dança, vídeos de arte, ópera, performances, projectos de arquitectura, teses académicas, entre outras obras.

Tiago Carvalho
Pauliana V. Pimentel/Kameraphoto
 
Voltar